Plantão de Polícia

Pais são suspeitos de torturar e matar bebê em Rolim de Moura

Os pais confessaram que torturavam o bebê porque ficavam nervosos quando ele chorava


Imagem de Capa

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

Um casal foi conduzido até a delegacia enquanto velava o próprio filho, um bebê de dois meses. O casal é suspeito de ter matado a criança em Rolim de Moura (RO), no último fim de semana.

Eles confessaram que torturavam o bebê porque "ficavam" nervosos quando ele chorava. O pai tem 20 anos e a mãe tem 17 anos, segundo a Polícia Civil. Ele foi preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva na última segunda-feira (13). A adolescente foi apreendida.

Os pais acionaram o Corpo de Bombeiros e contaram que encontraram a criança morta no berço assim que acordaram, por volta de 8h da manhã do sábado (11). O corpo da vítima foi levado para análise e, durante a tarde, o médico legista informou sobre a suspeita de que a morte não foi "natural". Isso porque no corpo da criança existiam marcas de violência.

O delegado Daniel Hoffmann relatou que a criança uma série de lesões no corpo, na cervical e no pescoço. O rosto do bebê demostrava que tinha sido "comprimido". O casal foi conduzido até a delegacia. Eles estavam no velório do bebê quando os policiais chegaram.

A adolescente confessou à polícia que torturou o filho porque "ficava nervosa" quando a criança chorava pela madrugada. Segundo o delegado, a mãe esganava a criança e colocava a mão na boca para que ela parasse de chorar.

O pai também confessou que colocava o dedo na boca da criança, puxava a língua e comprimia o pescoço para que o menino parasse de chorar.

Redação - Portal SGC

Qual tipo de evento cultural você prefere participar em Porto Velho?

Mais lidas de Plantão de Polícia
Últimas notícias de Plantão de Polícia