Entretenimento

Kaila Oliveira fala sobre agressão citada por Jojo Todynho

Kaila Oliveira falou sobre o episódio exposto na internet: "Me machucou bastante"


Imagem de Capa

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

Kaila Oliveira, ex-mulher do atual namorado de Jojo Todynho, Renato Santiago, contou em primeira mão para a coluna sobre as últimas declarações da apresentadora, sobre a agressão que sofreu durante um relacionamento abusivo. A moça lamentou que o episódio tenha vindo à tona, uma vez que não dizia respeito à namorada de Renato Santiago. "Na hora que eu vi, comecei a chorar. Foi algo que me machucou bastante. Fiquei pensando que ela poderia mostrar fotos ou algo assim e isso me assustou", desabafou com exclusividade para esta colunista que vos escreve.

E seguiu abrindo o coração: "Hoje, entendo o que as mulheres como eu passam. Aquilo me doeu. Aquilo não é um negócio que joga na internet para afetar outra pessoa, mas sim ajudar o próximo a sair daquela situação. Me senti muito mal, me senti envergonhada, mas depois eu vi que, infelizmente, eu não tive culpa. Homem não vem com rótulo e nem escrito na testa que não presta".

Ela seguiu explicando que o caso aconteceu em 2020 e que não prestou queixa e nem levou adiante na Justiça, porque sentiu medo. "Eu morava em comunidade e lá as coisas são diferentes. Não quis envolver polícia, nada disso. Mas passou. Foi sujo jogar uma coisa dessas na internet pra tentar defender o macho alfa dela. Foi algo que me machucou muito e me fez muito mal", ressaltou.

Ela ainda contou detalhes do processo que move contra a cantora, que também foi citado por ela, quando gravou alguns vídeos criticando Kaila. A gerente entrou na Justiça por difamação, após ter a paternidade de sua filha contestada, quando a artista falou publicamente que o rapaz tinha dúvidas de que era o pai da menina.

"Eu decidi buscar meus direitos depois que ela começou a me difamar, a dar entender que minha filha não era do Renato. Me chamou de oportunista. Ela ainda chegou a me ameaçar, dizendo que ia no meu trabalho, que ia me fazer perder o emprego. Me coagiu, de uma certa forma", esclareceu com exclusividade.

Além disso, Kaila revelou que Todynho não compareceu na primeira audiência do caso, que segue em andamento. A coluna já havia dado essa informação no dia 17 de julho. "Como a parte citada não compareceu, a intimação para a nova audiência será enviada por um oficial de justiça. Ela havia recebido a notificação, mas não foi", disse na época.

Para a coluna, Kaila garantiu que faria o exame de DNA com o maior prazer, porém Santiago não entrou com pedido, mesmo após entrar com uma ação para regularizar a pensão alimentícia da filha. "Como ela (Jojo) pediu em rede nacional, era tudo o que eu queria. Eu quis fazer, mas ele deixou pra lá. O juiz estipulou a pensão e ele pagou, não contestou e nem exigiu o DNA. Aceitou tudo de bom grado", lembrou.

E finalizou afirmando que, na época das brigas por conta da paternidade, Jojo a procurou, dando a entender que poderia prejudicá-la profissionalmente: "Ela me mandou uma mensagem, dizendo que estava fechando parceria com a empresa que eu trabalho e que seria um prazer me ver de perto, em tom ameaçador. Eu ainda perguntei se era ameaça e ela disse que não era da minha laia. Entrei em contato com a minha chefe, que me tranquilizou e disse que uma coisa não tinha nada a ver com a outra e que não tinha nenhuma parceria em andamento".

Entenda o caso:

Após ser acusada por Jojo Todynho de querer "biscoito" na internet, Kaila Oliveira entrou com uma ação contra a cantora por difamação. Nesta segunda-feira (17/7), aconteceu a primeira audiência, que precisou ser remarcada, uma vez que a apresentadora não esteve presente.

Tudo começou quando Jordana assumiu o novo namorado publicamente, Renato Santiago, que é pai da filha da moça. Por conta dela contar particularidades da relação dele com a criança, Kaila resolveu soltar o verbo nas redes sociais e revelar, sem citar nomes, que havia recebido uma mensagem afrontosa no Instagram.

Numa live, realizada no dia 14 de junho, Todynho enfatizou que a ex do seu atual só queria aparecer. "Quando a gente quer lutar pelos nossos direitos, a gente procura a Justiça", disse. E foi isso que Kaila fez. A moça buscou auxílio jurídico e processou a ex-A Fazenda.

Na mesma época, a artista enviou uma notificação extrajudicial. Os advogados de Kaila confirmaram o recebimento, mas condenaram a atitude, dizendo em nota, que o objetivo era o de "calar e censurar" sua cliente, que foi atacada por Jojo. "De forma gratuita, proferiu ofensas, xingamentos e declarações inverídicas", escreveram.

"Como eu morava dentro de comunidade no Rio, era favela mesmo e quando ele ia lá via homens armados, a Jojo ontem (segunda-feira, 12/6) me mandou um áudio falando que eu era mulher de bandido, coisa que nunca aconteceu, sempre trabalhei e fui considerada a diferente por correr atrás e não me envolver. Falou que eu tenho parentes bandidos que ameaçavam ele e isso nunca aconteceu também", reclamou.

A dona do hit "Que tiro foi esse?" ainda chegou a falar que Renato duvidava da paternidade da filha, divulgando que o seu amado iria entrar na justiça, com a ajuda de sua advogada, Natália Azevedo, para regulamentar a pensão e pedir o exame de DNA.

A assessoria de Jojo Todynho entrou em contato com esta colunista, alegando que ela não havia sido citada e nem recebido nenhuma notificação sobre a audiência.

ENTRE NO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP E FIQUE LIGADO NAS NOTÍCIAS

Metrópoles


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Você é a favor ou contra o impeachment de Lula devido às suas críticas a Israel?

Mais lidas de Entretenimento
Últimas notícias de Entretenimento